FenaPrevi | Aportes e contribuições em planos de previdência crescem 16,9% e chegam à marca de R$ 126,4 bilhões em 2019
Voltar ao topo

Aportes e contribuições em planos de previdência crescem 16,9% e chegam à marca de R$ 126,4 bilhões em 2019

Captação líquida (diferença entre depósitos e resgates) encerra o ano em R$ 55,5 bilhões, aumento 40,4% frente ao ano anterior

10 de Fevereiro de 2020 - Previdência Privada

 

A indústria de previdência complementar aberta fechou 2019 em forte crescimento. Os novos depósitos em planos mantidos por participantes do sistema somaram R$ 126,4 bilhões, valor 16,9% maior que o verificado em 2018. Os dados são da FenaPrevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida), entidade que representa 67 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar no país. A captação líquida (diferença entre novos depósitos e resgates) registrou a marca de R$ 55,5 bilhões, consolidando expansão de 40,4% frente ao ano anterior. “Os brasileiros estão mais conscientes de que precisam fazer reservas para complementar a renda na aposentadoria e isso se refletiu de forma significativa nos resultados do setor”, diz Jorge Nasser, presidente da FenaPrevi. 

De acordo com os dados da Federação, as reservas acumuladas pelos participantes do sistema já somam R$ 946,8 bilhões. A indústria fechou 2019 com 13,5 milhões de participantes, sendo 10,2 milhões inscritos em planos individuais e 3,2 milhões em planos coletivos. Em 2018, eram 13,1 milhões. “Experimentamos crescimento no número de participantes e a indústria ruma para superar a marca de R$ 1 trilhão em reservas, o que mostra o vigor do setor neste momento de recuperação da economia”, avalia Nasser.

Os planos VGBL fecharam 2019 respondendo por 90,8% dos novos depósitos. Os planos PGBL responderam por 8,5% das contribuições registradas no ano. E 0,7% dos novos depósitos foram direcionados para os planos tradicionais, não mais comercializados pelas seguradoras e entidades de previdência complementar aberta.

A queda dos juros continuou mudando a configuração da alocação de recursos dos planos de previdência em 2019. Em busca de melhor remuneração, os participantes seguem se deslocando para fundos multimercado, que fecharam o ano respondendo por 13% das aplicações. O índice era de 9,8%, em 2018, e de 7,3%, em 2017.

“Um fator importante para o crescimento de nossas reservas foi o aumento das opções no portifólio do mercado de previdência. Com a queda da taxa de juros, ampliamos a oferta de fundos multimercado, o que foi decisivo para fortalecer a atratividade dos planos de previdência”, complementa.

O balanço da FenaPrevi aponta que 88,1% dos prêmios e contribuições foram direcionados para planos individuais. Os planos coletivos absorveram 10,4% dos aportes e 1,5% dos recursos foram direcionados para planos para menores.

Resultado no mês de Dezembro de 2019

O resultado de dezembro seguiu a tônica do ano. As contribuições cresceram R$ 13,9% frente ao mesmo mês do ano anterior, totalizando R$ 13,8 bilhões em novos depósitos. A captação líquida do mês atingiu a marca de R$ 7,7 bilhões, valor 16% maior que o verificado em igual período do ano anterior.

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS