Volume de contratações de seguros para proteção pessoal cresce 14,5% no acumulado de janeiro a agosto | FenaPrevi
Voltar ao topo

Volume de contratações de seguros para proteção pessoal cresce 14,5% no acumulado de janeiro a agosto

Seguro de vida individual, proteção financeira, seguro viagem apresentaram os maiores crescimentos no período

25 de Novembro de 2019 - FenaPrevi

O mercado de seguros de pessoas que engloba produtos como seguro de vida, prestamista, acidentes pessoais, seguro viagem e educacional, entre outros, registrou crescimento de 14,5% nos primeiros oito meses de 2019 frente ao mesmo período do ano anterior.   No total, o mercado contabilizou R$ 28,40 bilhões em prêmios (valor pago pelos clientes para contratar coberturas para seus riscos pessoais) frente a R$ 24,81 bilhões registrados no acumulado de janeiro a agosto de 2018. Os dados constam em balanço da FenaPrevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida), entidade que representa 67 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar no país.

O balanço da FenaPrevi mostra que as indenizações pagas aos segurados no período totalizaram R$ 6,73 bilhões, valor 10,6% superior aos R$ 6,08 bilhões registrados nos primeiros oito meses do ano passado.

O seguro de vida individual obteve o maior crescimento relativo no período com expansão de 65,50% e prêmios de R$ 3,7 bilhões. No ano passado, as contratações movimentaram R$ 2,2 bilhões.

O segundo produto com maior desempenho foi o seguro prestamista (proteção financeira). No acumulado de oito meses, a procura por essa modalidade foi 22,88% superior e o saldo de R$ 9 bilhões. O seguro prestamista cobre o pagamento de parcelas realizadas em compras a prazo, no caso de morte ou invalidez do segurado.

De acordo com os dados da FenaPrevi, o seguro viagem também apresentou saldo positivo no período. As contratações movimentaram R$ 396,8 milhões e a expansão foi de 18,46% superior em relação aos R$ 334,9 milhões registrados de janeiro a agosto de 2018.

A preocupação dos brasileiros quanto às despesas inesperadas com saúde também refletiu no desempenho dos seguros com coberturas para custear gastos com doenças graves. As contratações foram 12,33% superior e os prêmios de R$ 642,5 milhões, contra os R$ 571,9 milhões do ano anterior.

O seguro auxílio funeral também esteve entre as modalidades mais contratadas. Apresentou crescimento de 12,25% e prêmios de R$ 452,6 milhões. O maior interesse dos brasileiros pelo seguro auxílio funeral deve-se ao conforto que proporciona aos familiares em situações adversas.

tabelas.jpg

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS