Voltar ao topo

Previdência privada cresce 13% no 1° semestre, somando R$ 74 bilhões em aportes

Dados da Fenaprevi indicam aumento do interesse por estes planos pelos consumidores, embora o mercado possua grande potencial de crescimento

15 de Agosto de 2022 - Mercado

Os planos de previdência privada vêm ganhando mais importância para os brasileiros. Mesmo após um longo período de crise sanitária, agravado por cenários desafiadores na economia, como inflação e Guerra da Ucrânia, as contribuições tiveram alta de 13%, somando quase R$ 74 bilhões de janeiro a junho deste ano. O resultado está no relatório semestral da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida - Fenaprevi.

Mesmo apresentando estatísticas positivas em relação a este mercado, uma pesquisa encomendada pela entidade ao Instituto DataFolha no final de 2021 revelou que apenas 8% da população possui planos desta natureza, um indicativo de que ainda há espaço para crescimento desse mercado, segundo a Federação.

Outro dado informa que houve 24,2% de alta nos resgates, que superaram os R$ 61 bilhões no período. O que também demonstra, segundo leitura da Fenaprevi, que o papel social da previdência privada no Brasil vem sendo cumprido: que é o de proteger a renda da população. Ficou comprovada na pandemia a importância de se ter uma reserva financeira para o enfrentamento de situações de risco ou inesperadas.

Já em termos de ativos, o segmento ultrapassou os R$ 1,12 trilhão, uma evolução de 7,3% na comparação com o 1° semestre de 2021.

CONTEÚDOS RELACIONADOS

© Copyright - CNseg

© Copyright - FenSeg

© Copyright - FenaPrevi

© Copyright - FenaSaúde

© Copyright - FenaCap

© Copyright - Educação em Seguros

© Copyright - Poder Público